Artigo de especialista

Sauli Laitinen
E-mail Facebook Twitter LinkedIn

Sauli Laitinen

Vaisala

Corporate
Medições industriais
Inovação & inspiração

"Nenhum design sem razão" – uma filosofia que promove a inovação

"Nenhum design sem razão" é o mantra que norteia o departamento de design da Vaisala. Embora pareça óbvio, isso significa que "não há design sem uma razão válida", já que, para esse departamento, existem muitas companhias que adicionam recursos a seus produtos sem que isso agregue valor para os clientes.

Como chefe de design da empresa finlandesa de tecnologia de medição Vaisala, Sauli Laitinen desempenha um papel importante na preservação e aprimoramento da reputação de longa data da companhia em qualidade e inovação. Essa posição pode soar uma grande responsabilidade para alguém com dois diplomas de psicologia, mas Sauli faz questão de ressaltar que um bom design é baseado em uma profunda compreensão do comportamento do cliente. Após 14 anos trabalhando com pesquisa e desenvolvimento na Vaisala, Sauli afirma: "Tenho a sorte de trabalhar em uma 'fábrica de ideias', um ambiente que é tão estimulante hoje quanto quando comecei". Com isso, aproveitamos a oportunidade para perguntar a ele qual é a importância do design de produto na Vaisala, como ele afeta a marca da empresa e a razão por trás do mantra "nenhum design é por acaso".

Image
UX team

Curiosidade 

A história da Vaisala remonta à década de 1930, na qual o fundador da companhia inventou alguns dos princípios operacionais de uma radiossonda. A curiosidade, o desejo de enfrentar desafios e a extraordinária capacidade de inovação continuam a ser parte essencial da companhia. No momento, esse foco em inovação está mais forte do que nunca, tendo permitido o desenvolvimento de uma ampla variedade de tecnologias projetadas para fornecer observações que tornem o mundo um lugar melhor. Com um quadro de funcionários de cerca de 1.900 pessoas, a Vaisala agora exporta 98% de sua produção para mais de 150 países.

Forma baseada em funcionalidade 

Claro que design é importante para todas as empresas que desenvolvem e fabricam novos produtos, mas, para a Vaisala, é algo ainda maior, definindo a companhia como um todo. Ao criar produtos, os designers da Vaisala se perguntam: "Isso parece um produto da Vaisala?" Ao fazer tal pergunta, eles não só avaliam a aparência física, que por si só é relevante, mas também se o produto atende às necessidades do cliente, bem como aos mais altos padrões de precisão, confiabilidade, longevidade e facilidade de uso. Como diz Sauli: "Nossos clientes esperam que os produtos da Vaisala sejam os melhores disponíveis no mercado; portanto, jamais devemos ou vamos decepcioná-los." 

Nenhuma ideia é uma má ideia

A filosofia da equipe de design é pensar fora da caixa, segundo a noção de que ninguém será criticado por "sonhar o impossível".

Ideias para novos produtos líderes de mercado podem vir de vários lugares, mas todas precisam oferecer algo que ainda não está disponível e resolver os problemas do cliente melhor do que qualquer outro produto. No departamento de design da Vaisala, o mantra norteador é "nenhum design é por acaso", o que significa que não se deve perder tempo com esforços que não agreguem valor para o cliente. "Com muita frequência", explica Sauli, "as empresas desenvolvem produtos, ou recursos de produtos, que não agregam valor real para os usuários. Isso pode acontecer quando os designers perdem o contato com a realidade do cliente. Nesse sentido, não medimos esforços para garantir que todos os possíveis produtos sejam completamente centrados no usuário e projetados para a aplicação pretendida."

Identificar os problemas que devem ser resolvidos é uma tarefa que requer habilidade.

Para a Vaisala, isso envolve enviar especialistas em produtos e aplicações ao local do cliente para observar como ele normalmente trabalha. Sauli explica: "Se você só perguntar ao cliente o que ele deseja, existe o risco de não compreender as necessidades dele de forma completa. Por isso, é importante ver como ele trabalha, de modo a fazer as perguntas certas e descobrir necessidades ainda não identificadas, razão pela qual o funcionário da Vaisala fazendo a visita deve ter um profundo conhecimento do cliente e de seus negócios. Uma área-chave de especialização consiste na combinação de conhecimento sobre aplicações e capacidade de fornecer respostas às dúvidas que o cliente nem imaginava ter."

Foi interessante notar que, quando conversamos com Sauli, ele jamais mencionou concorrentes. Ao perguntarmos a razão disso, ele disse: "Certamente, se o seu objetivo é ser líder de mercado, você precisa se comparar constantemente, mas, do ponto de vista de design e desenvolvimento de produtos, não faz o menor sentido seguir a concorrência. Se você fizer isso, sempre estará atrás da curva. Por essa razão, sempre mantemos um diálogo com nossos clientes, buscando oportunidades para superar suas expectativas e revolucionar o mercado."

Image
UX miro board

Fábrica de ideias 

As ideias para novos produtos são trazidas para workshops multidisciplinares envolvendo funcionários de diferentes departamentos. Enfatizando a importância desse processo, Sauli acrescenta: "Precisamos considerar todos os pontos de contato com o cliente na jornada do produto, o que significa mais do que apenas sua operação; também significa fabricação, embalagem, transporte, montagem, configuração, manutenção, calibração, descarte ou reciclagem. Cada etapa da jornada do produto é mapeada para que a equipe de design possa prever e evitar possíveis problemas."

"Também precisamos descobrir novas oportunidades de melhorias. Por exemplo, se um cliente concluir uma tarefa com duas pessoas em determinado tempo, o objetivo da equipe de design será criar as condições para que uma pessoa faça essa tarefa em uma fração desse tempo."

Ao longo de todo o processo de design, a equipe deve continuar a se perguntar se o produto está resolvendo um problema genuíno do cliente e se ainda parece um produto da Vaisala. Se uma ideia passar nesses testes, esboços e maquetes serão criados para a validação inicial do conceito. 

Image
indigo design

Durante a avaliação das maquetes, os seguintes pontos são considerados: a eficácia do produto para resolver o problema do cliente, a extensão em que ele é adotado, o nível de satisfação do cliente ao usá-lo, a forma como ele é montado e configurado, a garantia de que ele será preciso e confiável e sua qualidade. Embora todas essas avaliações levem em conta a perspectiva do usuário, também é necessário garantir que o produto atenda às necessidades e expectativas do cliente, o que pode incluir considerações como requisitos de serviço, longevidade, preço, custo de vida útil, materiais e prazos de entrega.

"Os estágios iniciais de geração e avaliação de ideias são muito divertidos", comenta Sauli. "Contudo, uma vez que um possível produto é aprovado no estágio de avaliação de conceito, as coisas rapidamente ficam sérias."

"Consideramos nossas especificações como uma promessa de desempenho"

Além das avaliações, todos os produtos são testados para verificar sua confiabilidade, durabilidade, estabilidade e precisão em todas as possíveis condições, o que significa que os produtos devem ser testados além das expectativas dos clientes. "Consideramos nossas especificações como uma promessa de desempenho; por isso, testamos nossos designs de forma rigorosa e repetida para garantir que possamos cumprir essa promessa", afirma Sauli.

Criação da linha Indigo inteligente

A linha Indigo da Vaisala de instrumentos de medição industrial evoluiu nos últimos anos como resultado de uma série de programas de desenvolvimento de produtos com objetivos comuns, com cada um deles resolvendo problemas específicos do cliente. A linha Indigo é um ótimo exemplo do pensamento conjunto da fábrica de ideias da Vaisala. Em um estágio inicial, a equipe percebeu que, se uma variedade de produtos pudesse ser harmonizada como uma linha modular, ela resolveria ao mesmo tempo vários desafios importantes enfrentados pelo cliente.

Os objetivos gerais do trabalho de desenvolvimento foram permitir o fluxo contínuo de dados, evitando tempos de inatividade de processos e melhorando a visualização de dados.  Depois de um extenso programa de desenvolvimento, agora é possível medir todos os principais parâmetros da Vaisala com tecnologias da linha modular Indigo, e novos produtos são adicionados regularmente à série.

A linha Indigo inclui sondas de medição independentes, inteligentes e intercambiáveis, bem como transmissores opcionais; todos configuráveis por meio do software Vaisala Insight para PC. As sondas compatíveis com Indigo medem os principais parâmetros, como umidade, temperatura, pressão, ponto de orvalho, CO2, H2O2 ou umidade em óleo. É importante destacar que cada uma das sondas inteligentes pode funcionar como um dispositivo autônomo, o que oferece vantagens de portabilidade para os clientes. Uma das principais vantagens é que os processos podem ser realizados continuamente, porque cada uma das sondas pode ser trocada durante a operação por outra.

Resumo

A filosofia de design da Vaisala pode ser resumida em três palavras: perspicaz, completa e pura. Programas de desenvolvimento perspicazes são baseados em um profundo entendimento das necessidades do cliente, combinado com a determinação de encontrar soluções inovadoras. As soluções devem ser completas, na medida em que podem envolver tanto software quanto hardware, funcionando em harmonia para explorar as tecnologias mais recentes de modo a satisfazer e estimular os usuários em potencial. Por último, mas não menos importante: o novo produto deve ser puro, ou seja, deve ser confiável e reconhecível como um produto da Vaisala. Além disso, deve ser projetado para atender a uma necessidade real do cliente, conforme os mais altos padrões do mercado, tendo características essenciais como precisão e confiabilidade a longo prazo.

E é sempre bom reforçar: não há lugar para truques na fábrica de ideias da Vaisala, porque "nenhum design é por acaso".

Sauli Laitinen

Sauli Laitinen

Chefe de design

Vaisala

Sauli Laitinen é psicólogo especializado em design de produtos e serviços com foco no usuário. Juntamente com a equipe de design da Vaisala, ele ajuda a empresa a identificar novas oportunidades e transformá-las em produtos e serviços líderes de mercado por meio da reflexão sobre o design e do kit de ferramentas do designer.