Planeta vermelho à vista – instrumentos de medição científica da FMI e da Vaisala a bordo do rover marciano estão prontos para a ação

Science on Mars
Feb 15, 2021
Comunicados de imprensa

Instituto Meteorológico Finlandês (Finnish Meteorological Institute) e Vaisala
Comunicado à imprensa
15 de fevereiro de 2021

Planeta vermelho à vista – instrumentos de medição científica da FMI e da Vaisala a bordo do rover marciano estão prontos para a ação

O rover Perseverance da NASA, lançado em julho de 2020, deve pousar em Marte no dia 18 de fevereiro. O Perseverance está carregando vários instrumentos científicos a bordo, incluindo instrumentos finlandeses de umidade e pressão.

Todos os olhos estarão voltados para o céu, já que o rover Perseverance está programado para pousar em Marte em 18 de fevereiro. O Instituto Meteorológico Finlandês (Finnish Meteorological Institute, FMI) forneceu a instrumentação de medição ao Perseverance. Equipado com os sensores da Vaisala, a instrumentação do FMI será usada para coletar leituras precisas e confiáveis de pressão e umidade nas condições extremas de Marte.

Em busca de respostas

O pouso em Marte é um momento emocionante. O verdadeiro teste de sucesso, no entanto, será toda a missão que o rover tem programada para cumprir nas difíceis condições de Marte. O Perseverance passará pelo menos um ano de Marte, o que equivale a cerca de dois anos terrestres, explorando a área do local de pouso.

O rover deve pousar no antigo delta do rio na cratera de Jezero, que é o lugar ideal para encontrar vestígios de vida antiga. Para coletar dados e amostras do Planeta Vermelho, a NASA está trabalhando em conjunto com um grupo de parceiros científicos confiáveis.

A instrumentação do FMI faz parte do Mars Environmental Dynamics Analyzer (MEDA) do consórcio espanhol.  O kit de instrumentação do MEDA é basicamente uma estação meteorológica marciana que faz uma ampla gama de medições atmosféricas: temperatura, velocidade e direção do vento, pressão, umidade relativa e a quantidade e tamanho das partículas de poeira. Os sensores de pressão e umidade da Vaisala a bordo do rover Perseverance são semelhantes, mas mais avançados do que aqueles enviados a Marte no rover Curiosity em 2012.

"O equipamento do rover precisa operar no ambiente hostil de Marte, com condições de pressão muito baixa, temperaturas frias e resistir a possíveis tempestades de poeira globais. Além dos aspectos ambientais e dos potenciais perigos do pouso, a mera distância entre Marte e a Terra torna a missão desafiadora. Não há ninguém para consertar a instrumentação se algo der errado ", diz Maria Genzer, Chefe do Grupo de Pesquisa Espacial e Tecnologia Espacial do FMI.

A primeira rede de observação meteorológica em outro planeta

Ao pousar, o Perseverance and Mars Science Laboratory (MSL) Curiosity operarão a cerca de 2.000 km de distância um do outro. Juntos, eles criarão uma rede de observação atmosférica em pequena escala – a primeira rede meteorológica em outro planeta. É o primeiro passo de uma rede de observação planejada mais ampla em Marte no futuro.

"Marte e a Terra são como irmãs rochosas. Ambos têm variação sazonal, calotas polares, declinação semelhante do eixo, duração do dia e consistência rochosa. Marte nos oferece um modelo básico da Terra: sem vegetação, água, vida humana, cidades e outros ruídos que encontramos na Terra ", afirma Genzer. "A pesquisa atmosférica interplanetária nos oferece ferramentas para entender melhor nosso habitat atual, a Terra. E quem sabe quais outras descobertas podemos fazer."

"Estamos empolgados em fornecer mais uma vez nossa tecnologia de sensores líder do setor para a missão de Marte. Nossos sensores HUMICAP® e BAROCAP® precisos e duráveis permitem dados de umidade e pressão de alta qualidade, também no Planeta Vermelho, e formam a base para a criação da primeira rede de observação atmosférica em pequena escala em Marte ", diz Samuli Hänninen, Vice-presidente de produtos e tecnologias da Vaisala.

A missão Mars 2020 faz parte do Programa de Exploração de Marte da NASA. O rover Perseverance foi projetado para entender melhor a geologia de Marte e buscar sinais de vida antiga. A missão vai coletar e armazenar um conjunto de amostras de rochas e de solo que poderão ser enviadas à Terra no futuro.

Saiba mais sobre a tecnologia adequada para o espaço acessando vaisala.com/space.


Mais informações para a imprensa:

Maria Genzer, Head of Planetary Research and Space Technology Group, Finnish Meteorological Institute
+358 29 539 4724, [email protected]

Maria Hieta, Research Engineer, Finnish Meteorological Institute
+358 29 539 2063, [email protected]

Tiina Ervasti
, Communications Specialist, Finnish Meteorological Institute
+ 358 29 539 3501, [email protected]

Miia Lahti, Communications Manager, Vaisala
+358 50 555 4420, [email protected]


O Instituto Meteorológico Finlandês é uma agência de pesquisa e serviços subordinada ao Ministério dos Transportes e Comunicações na Finlândia. Sua missão é produzir dados de observação e pesquisa de alta qualidade sobre a atmosfera e os mares. O Instituto transforma essa expertise em serviços meteorológicos, climáticos e oceanográficos que presta para promover a segurança pública, bem como aumentar o bem-estar da sociedade e do meio ambiente, levando em consideração as necessidades de se manter de prontidão. Mais informações sobre o FMI no espaço: https://space.fmi.filinkedin.com/finnish-meteorological-institute

A Vaisala é líder global em medições meteorológicas, ambientais e industriais. Com mais de 80 anos de experiência, a Vaisala proporciona inspeções para um mundo melhor, com tecnologia espacial para explorar até mesmo Marte e além. Somos um parceiro confiável para clientes em todo o mundo, oferecendo uma ampla gama inovadora de produtos e serviços de inspeção e medição. Com sede na Finlândia, a Vaisala emprega mais de 1.900 profissionais em todo o mundo e está listada na bolsa Nasdaq Helsinki. vaisala.com/space, twitter.com/VaisalaGroup, linkedin.com/vaisala

Anexo