Mona Lisa preservada pela Vaisala

Mona Lisa preservada pela Vaisala
Museu do Louvre
Rue de Rivoli, 75001 Paris, France
Inovação & inspiração
Sustentabilidade

Por Jean-Francois Bore, Engenheiro de Vendas de Aplicações, Vaisala

"Eu tenho certeza de que você conhece a Mona Lisa, chamada de La Joconde em francês, uma das obras de arte mais populares do mundo. Você também sabe que ela pode ser encontrada no renomado Museu do Louvre, em Paris. Porém, o que você talvez não saiba é que a Vaisala ajuda a preservar a Mona Lisa, medindo a estabilidade da umidade e da temperatura do ambiente dentro da vitrine de vidro."

La Joconde

Este retrato pintado de 77 x 53 cm de uma mulher chamada Mona Lisa é de Leonardo da Vinci. Acredita-se que o retrato foi pintado no início do século XVI. Todos os anos, milhões de pessoas de todo o mundo visitam a Galeria de Arte do Louvre em Paris para descobrir o sorriso enigmático da Mona Lisa.

No Louvre, o retrato de La Joconde pode ser encontrado na "salle des Etats", dedicada ao Renascimento Veneziano. É uma sala de exibições onde a gigante obra "O Casamento em Caná" (6,6 x 9,9 m), pintado em 1563 por Veronese, fica em frente à La Joconde.

Preservando a Mona Lisa

Wilfried Gesbert é um engenheiro climático da Cofely Axima. Ele é o responsável pela regulação climática de diferentes áreas do museu e foi especialmente designado para monitorar as condições na vitrine de vidro. "Como um visitante comum do Louvre, você sequer imagina a complexidade da instalação", diz Gesbert. A vitrine foi feita sob medida pela empresa italiana Goppion. A Mona Lisa é iluminada por uma lâmpada de LED que fica em uma mesa de madeira especialmente desenvolvida pela Toshiba para a pintura. Gesbert explica que "ela minimiza as radiações ultravioleta e ajuda a aprimorar as cores da pintura". O vidro da vitrine é à prova de balas e antirreflexo. Um sistema de tratamento de ar de última geração permite que o ar circule pela vitrine, pelas paredes em volta e pela mesa de madeira para manter o nível desejado de temperatura e umidade relativas. Como La Joconde foi pintada a óleo em um suporte de madeira de choupo, manter a umidade em um nível adequado é fundamental para a conservação da obra. Alterações na umidade podem expandir e contrair o suporte. "Depois de 500 anos, o suporte de madeira apresenta sinais de deformação", destaca Gesbert.

É aí que a Vaisala entra. Invisíveis ao público, há dois transmissores de umidade e temperatura HMT333 da Vaisala que operam dentro da vitrine, atrás da pintura. Um está localizado perto da mão direita da Mona Lisa, e o outro, perto do olho direito. A umidade relativa é mantida constantemente a 50%, e a temperatura, a 21 °C. Duas camas de gel de sílica localizadas na mesa de madeira também ajudam a compensar as variações de umidade relativa.

Uma vez ao ano, a vitrine é aberta, e todos os equipamentos de monitoramento e dispositivos instalados são verificados cuidadosamente para garantir que a Mona Lisa seja bem cuidada. Depois disso, a vitrine é selada novamente, e a Mona Lisa retorna à sua vitrine de última geração por mais um ano.

BLOG-IMAGE-Mona-Lisa-preserved-by-Vaisala
Jean-Francois Bore in front of Mona Lisa.

Explore os museus, arquivos e bibliotecas de instrumentos e ofertas de serviços da Vaisala

Convidamos você a fazer download do eBook e explorar as ofertas de instrumentos e serviços da Vaisala.

Aqui, você tem acesso direto a várias ferramentas que ajudarão com suas necessidades de aplicação, incluindo:

  • Experiência – o que torna a Vaisala diferente
  • Informações sobre aplicações, parâmetros, instrumentos
  • Informações sobre serviços de manutenção e calibração
  • Links para vídeos informativos
  • Diversos webinars

Produtos Vaisala usados em museus, arquivos e bibliotecas