Monitoramento da qualidade do ar interno

A qualidade do ar interno (IAQ) é medida com medidores de umidade e de temperaturae sensores de CO₂ para garantir padrões para o conforto humano em ambientes internos. Embora o conforto humano dependa de uma interação de múltiplas variáveis, otimizar a umidade relativa, a temperatura e o CO₂ medindo a qualidade do ar interno (IAQ) satisfaz os requisitos de conforto para uma variedade maior de ocupantes do que otimizando apenas a temperatura.

Assista ao vídeo sobre os sensores HVAC da Vaisala abaixo ou continue lendo sobre como a umidade afeta a qualidade do ar interno.

Como a umidade afeta a qualidade do ar interno?

A baixa umidade relativa do ar interno resulta em desconforto humano. Dores de cabeça, olhos irritados, dor de garganta e pele seca são todos sintomas de um ambiente interno seco. O ar seco reduz a defesa natural contra infecções transmitidas pelo ar e torna as pessoas vulneráveis ao ataque de vírus e outros microrganismos. Além dos problemas associados à baixa umidade, umidade muito alta também pode causar problemas. Esses problemas estão relacionados com o crescimento e a disseminação de poluentes biológicos não saudáveis e com o efeito prejudicial da umidade nos materiais de construção.

Normalmente, os seres humanos são menos sensíveis à umidade do que à temperatura. As pessoas geralmente não associam desconforto e possíveis problemas de saúde a variações na umidade relativa. É aí que uma boa tecnologia pode apoiar os sentidos humanos. Uma medição de umidade confiável é a chave para o controle bem-sucedido da umidade.

 

Como os níveis de CO₂ afetam a qualidade do ar interno?


A ventilação controlada por demanda (DVC) funciona controlando a ventilação de acordo com a quantidade de pessoas que ocupam um espaço. O objetivo é fornecer uma boa qualidade do ar interno aos ocupantes com ventilação energeticamente eficiente. 

A norma europeia EN 13779: 2007 define a boa qualidade do ar interno da seguinte forma: “A qualidade do ar interno pode ser categorizada pela concentração de CO₂. Essa noção estabelece as bases para operar o DCV medindo o CO₂ e controlando a ventilação de acordo. A norma também define a expectativa normal para o nível interno de CO₂ em um ambiente fechado de 400 a 600 ppm, que está ligeiramente acima dos níveis normais no ar externo (400 ppm). Os sistemas de ventilação modernos são construídos em torno dessa suposição para garantir uma qualidade de ar interna suficientemente boa, enquanto mantêm a eficiência energética.

Porém, na realidade isso se aplica principalmente a escritórios modernos com sistemas de ventilação modernos. Estudos de campo mostram que as condições normais dos escritórios têm uma concentração de 1.500 ppm de CO₂, o que pode parecer um nível muito alto, mas o limite regulatório considerado seguro para as pessoas é ainda maior: 5.000 ppm de dióxido de carbono durante um período de oito horas.

Quando os níveis internos de CO₂ aumentam, as habilidades cognitivas, como resposta a crises, estratégia e uso de informações, são reduzidas a apenas 20% em uma concentração de 1.400 ppm de CO₂ em comparação com o nível externo normal de 400 ppm. Algumas das habilidades mais mecânicas, como busca de informações e orientação de tarefas, não são muito afetadas. No entanto, as habilidades cognitivas que exigem uma aplicação mais avançada das informações são as mais afetadas. Lidar com tarefas mais complexas torna-se muito mais difícil quando os níveis de dióxido de carbono no ambiente fechado aumentam. A medição precisa do ar interno e uma ventilação melhor são vitais para as habilidades cognitivas das pessoas que trabalham em escritórios.

A Vaisala oferece uma variedade de sensores portáteis e fixos de qualidade de ar interno (IAQ) para medir umidade relativa, temperatura e CO₂. Veja todas as nossas ofertas de HVAC.

A qualidade do ar interno (Indoor air quality, IAQ) é medida com sensores de CO2, temperatura e umidade para garantir padrões de conforto humano em ambientes fechados. Embora o conforto humano dependa de uma interação de muitas variáveis, otimizar a temperatura e a umidade relativa satisfaz os requisitos de conforto para uma maior variedade de ocupantes do que otimizar apenas a temperatura. O nível de CO2 é uma medida de substituição da qualidade do ar interno e a presença humana.

O conforto humano, a produtividade e um senso de saúde e bem-estar são o resultado positivo de um ambiente fechado saudável.

A Vaisala oferece uma variedade de sensores portáteis e fixos de qualidade do ar interno para medir CO2, umidade relativa e temperatura.

Produtos relacionados

Vaisala CARBOCAP® Carbon Dioxide Probe GMP251

Sonda CO₂ GMP251

para medições de nível de % em incubadoras de ciências biológicas, câmaras frias e todas as aplicações exigentes
A sonda de dióxido de...
CO2 Probe is suitable for harsh and humid CO2 measurement environments

Sonda CO₂ GMP252

para medições em nível de ppm em agricultura, refrigeração e HVAC exigente
A sonda de dióxido de carbono CARBOCAP ® GMP252 da Vaisala é uma...

Histórias relacionadas